Navegação

AFAGA - Nossas realizações

A AFAGA foi fundada em 2006, a partir da Comunidade Virtual Autismo no Brasil. Sentindo a necessidade de ter uma personalidade jurídica para representá-los, alguns dos seus integrantes reuniram-se para fundar uma associação.

Comunidade Virtual

Priscilla e seu filho

Em 1994, Leonardo, filho de Priscilla Siomara Gonçalves, moradora de Americana (SP), foi diagnosticado autista. A mãe começou a procurar informações na internet, fazendo os primeiros contato em 1997 através do livro de visitas do site em espanhol da Asociación Nuevo Horizonte. De início, foram quatro famílias, duas brasileiras e duas espanholas, radicadas no Brasil. Em 13 de dezembro de 1998, deu início ao grupo de discusão autismo no servidor onelist, posteriormente adquirido pelo grupo Yahoo! Atualmente, esse grupo conta com 2090 e-mails cadastrados. São cerca de 800 mensagens trocadas mensalmente, contando com mais de cem mil.

Antes da Afaga

Já antes da sua fundação, muitas atividades vinham sendo desenvolvidas por seus fundadores.

Em 18 de junho de 2005, foi comemorado o primeiro Dia do Orgulho Autista. Em Salvador, foi feita ampla panfletagem na frente do Shopping Iguatemi, enquanto em Brasília era feita a primeira "Blitz do Autismo", com apoio da Polícia Rodoviária Federal, e, em Sorocaba (SP), a fonoaudióloga Maria Aparecida Rodrigues dava uma palestra.

A partir da fundação

Em maio de 2006, a primeira ação da Afaga foi participar na Audiência Pública que discutiu, na Assembleia Legislativa da Bahia, o Projeto de Lei que deu origem à Lei 10.553/2007. Trouxemos a Salvador a médica pediatra e psiquiatra Fátima Dourado, presidente da Casa da Esperança e mãe de Giordano e Pablo, dois rapazes autistas, para dar sua contribuição naquele momento.

A partir de 2007, participamos intensamente dos debates sobre essa lei, discutindo seus pontos polêmicos, sempre tendo a perspectiva da plena cidadania das pessoas com autismo.