Lançamento de livro em Salvador

A pediatra e psiquiatra cearense Fátima Dourado, fundadora e diretora técnica da Casa da Esperança, esteve em Salvador no dia 31 de agosto para a divulgação de seu livro Autismo e Cérebro Social – Compreensão e Ação. O evento aconteceu na Livraria Saraiva do Salvador Shopping. O livro apresenta sua trajetória de superação e ajuda leigos e profissionais e entenderem melhor esse transtorno de desenvolvimento e relacionamento.

Capa do livroFátima faz um relato emocionado dos desafios e conquistas desde o diagnóstico de autismo dos filhos Giordano Bruno e Pablo, hoje adultos. Detalhadamente, ela cita os personagens e os percalços de sua caminhada até hoje, quando, à frente da Casa da Esperança pode oferecer a pais e mães de filhos autistas as respostas que não teve no passado.

Como médica, Fátima aborda critérios diagnósticos, métodos e técnicas de intervenção, uso de medicamentos, orientação familiar, casos clínicos e situações de vida. Escreve com conhecimento de causa, mesclando ciência e amor no tratamento do autismo.

Até poder compartilhar experiência e conhecimentos sobre autismo, Fátima enfrentou muitas dificuldades. A forma que encontrou para enfrentá-las foi, junto com outras oito mães de filhos autistas, fundar a Casa da Esperança, há 19 anos. Atualmente, a entidade atende 400 pessoas com autismo em regime intensivo, de quatro ou oito horas por dia e realiza mais de mil procedimentos ambulatoriais diariamente, na condição de unidade de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

As atividades na Casa são desenvolvidas em conjunto com o psicólogo Alexandre Costa e Silva, atual presidente da entidade, e dos seus dois filhos, Alexandre e Gustavo, especializados em autismo.

De acordo com a autora, o autismo é o protótipo de uma série de transtornos, com diferentes formas de apresentação e múltiplas causas, que apresentam entre si algumas características comuns. Entre estas, anormalidades no desenvolvimento da inteligência social que se apresentam na forma de dificuldades de comunicação e linguagem; presença de estereotipias de comportamento, atividades e interesses, dentre outros sinais.

A autora

Fátima Dourado é formada pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará e psiquiatra pela Associação Brasileira de Psiquiatria e Associação Médica Brasileira. É médica concursada da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social e Secretaria de Saúde do Estado do Ceará, e exerce, há 19 anos, Psiquiatria da Infância e da Adolescência, com ênfase nos transtornos do espectro do Autismo. Fundadora e diretora clínica da Casa da Esperança, é presidente da Associação Brasileira de Ação por Direitos da Pessoa com Autismo (Abraça). Também é conferencista com participações em simpósios e congressos sobre Autismo no Brasil e no Exterior.
(Com informações da assessoria de imprensa da Casa da Esperança – Contato: Jornalista Ângela Marinho – (85) 8842-3628)

| Página inicialAutismoA AfagaRealizações | DiretoriaBibliotecaEstatuto |